Traço de caráter esquizoide O Corpo Explica

traço de caráter esquizoide

Você conhece alguém com muitas ideias que vive no mundo da lua? Essa pessoa provavelmente é do traço de caráter esquizoide da análise corporal “O Corpo Explica”? Essa análise fala de cada um dos traços de caráter que são impressos nos formatos de nosso corpo durante o desenvolvimento do sistema nervoso e que nos dão características específicas. Não se assuste com os nomes dos traços, eles são nomes científicos que foram mantidos da época em que foram criados.

Existem 5 traços de caráter. Neste post, vamos falar do traço de caráter esquizoide, o traço dos gênios.

Formação do traço

Observe a imagem.

mielinização do sistema nervoso

Essa imagem mostra a cronologia da mielinização, que tem início no topo da cabeça e segue a coluna vertebral, até chegar na região do osso sacro. Seguindo a cronologia, estamos na fase do traço de caráter esquizoide, na faixa branca, ou seja, onde essa região está sendo estimulada e mielinizada, e captando todas as sensações e aprendizados registrados pelo cérebro.  Essa é a região que leva ao traço de caráter esquizoide.

O que significa essa mielinização?

Quando o bebê nasce, ele é mole, não tem controle nem mesmo do seu pescoço. Isso ocorre porque leva algum tempo até a mielinização aparecer ali. Isso significa que toda a parte de controle e sensação não está no corpo, então a criança se mexe muito mais por espasmos do que por intenções conscientes de mexer aquela região.

Quando o bebê está no útero materno, paralelamente a tudo que acontece, o mundo lá fora já existe, e ele tem um exemplo bastante claro, talvez o mais claro, das memórias que já existem, mas não consegue acessar isso. Por não conseguir esse acesso, o bebê não entende que esse mundo externo existe. Ele não só existe como interfere, tanto naquele período de formação, quanto no formato do nosso corpo e da nossa mente até a vida adulta.

Assim, nessa fase, o bebê já está interagindo com tudo o que ele percebe, e o mundo que ele percebe é o útero. Como a mielinização ainda está na cabeça, ela dá para essa região todas as percepções sensoriais dessa fase. Ele sente e percebe o mundo de acordo com as impressões sensoriais e os estímulos que possui, somente na região da cabeça.

Quando se mexe, o bebê interage com útero da mãe, com o líquido amniótico, com a parede do útero, a placenta.  O bebê não entende o que é mãe, pai, família, trabalho, dinheiro… Ele só conhece a si mesmo e o limite que o útero lhe proporciona.e-book traços de caráter roxo

As mudanças no mundo externo

O útero não é sempre igual para esse bebê. A mãe está vivendo a vida e passando por várias situações, que fazem com que ela tenha maior ou menor circulação sanguínea. Em alguns momentos, o útero fica mais rígido, mais tenso e em outros, mais relaxado, dependendo de seu estado emocional e das situações externas.

O bebê, ali dentro, não sabe o que está acontecendo. Num momento, o útero está bom, em outro fica ruim. A partir daqui vamos começar a entender a dor do traço de caráter esquizoide.

Todos esses acontecimentos já estão conduzindo a formação biológica e a informação emocional desse ser. Os neurônios estão avançando em sinapses extremamente aceleradas e o mundo emocional dessa criança também está registrando todo o processo.

Para ele, o mundo é somente o seu corpo e o útero, então toda vez que o bebê se mexe, sente que existe. Isso é conflitante, sobretudo por ele não ter controle. Ele se mexe e bate na parede do útero, lembrando a mãe que ela está grávida. Esta se altera por razões que não são culpa do bebê. Seu estado emocional muda, seu estado fisiológico muda, e ela terá menos sangue no útero, de forma totalmente inconsciente e muito rápida!

O que o bebê percebe é que ele se mexeu e o útero ficou desconfortável. Ele não imagina que foi porque sua mãe está preocupada, ou porque o seu pai acabou de perder o emprego, ou porque a avó morreu…

A saída esquizoide

O caminho que resta, então, é se mexer o mínimo possível. Por a mielinização, nessa fase, estar no cérebro; ele faz uma desconexão, como se o corpo não importasse muito, mas a cabeça sim.

Essa desconexão é típica do esquizoide.

Ele cria um mecanismo para sobreviver à sensação de rejeição do mundo que as suas percepções sensoriais lhe proporcionaram – mesmo quando não estava sendo rejeitado. O que o esquizoide registra é apenas “esse mundo não me quer, porque toda vez que eu existo, ele fica pior. Então é melhor eu não existir”.

A dor do traço de caráter esquizoide é a dor da rejeição

Ele entendeu que existir será difícil, portanto ele se esforça para existir o mínimo possível, e envia toda a sua energia, todos os impulsos elétricos, para o cérebro, fazendo o corpo ficar parado e não existir.

É claro, “não existir” não faz sentido. Ele precisa existir. A saída é mandar toda sua energia, toda a sua força de vida para a cabeça, separando a mente do corpo.

Nesse momento, o que está sendo desenvolvido e estimulado é a imaginação, a criatividade, ou seja, um recurso mental, que é o único lugar onde ele pode existir à vontade sem que seu mundo piore.

O interessante agora é sabermos que isso se repete ao longo da vida. Alguém extremamente esquizoide vive num mundo desconectado, “no mundo da lua”. A pessoa às vezes está olhando para você e o olho parece não estar firme.

Ela solta-se do corpo. Por isso, às vezes, sentimos o esquizoide como uma pessoa desconectada, fria, racional demais; mas a verdade é que ele precisa ser assim para sobreviver.

Se o esquizoide coloca toda a sua energia na cabeça, como você imagina que seja todo o impacto biológico disso na formação do seu corpo?

É o que vamos entender agora.

instagram

Estrutura corporal do traço esquizoide

Agora que falamos sobre o processo de formação do traço de caráter esquizoide e as suas principais características emocionais e existenciais, vamos entender o formato físico visível, porque o físico praticamente invisível dessa ramificação nervosa se concentra especialmente na cabeça.

Como o esquizoide tem todos os caminhos neurais mais concentrados na cabeça do que em outras regiões, isso vai deixar algumas marcas visíveis no formato do corpo dele, que nos permitem identificá-lo. Essas marcas designam corpos mais alongados, com articulações mais visíveis e ressaltadas, por exemplo. Normalmente você vê algumas quinas mais pontudas, como se o corpo fosse encaixado, meio desengonçado, e não fluísse.

O rosto e a cabeça, como um todo, tendem a ser maiores e desproporcionais em relação ao corpo.

Ghandi traço de caráter esquizóide

Não há como ilustrar um exemplo de 100% esquizoide, por que somos uma mistura de vários traços, mas um exemplo de pessoa predominantemente esquizoide é o Mahatma Gandhi. Você consegue ver, por exemplo, as quinas ressaltadas, o copo mais magro, cabeça e testa mais avantajada. Não é à toa que, quando fazem uma caricatura do Gandhi, o colocam com uma cabeça enorme e um corpo bem fino.

Agora você consegue entender o porquê os esquizoides serem tão magros? São aquelas pessoas que comem muito e não engordam. Isso acontece porque sua energia está na cabeça, e seu corpo é ignorado.

Vamos falar agora de cada parte do corpo de um esquizoide, começando pelo formato da cabeça.

Cabeça do esquizoide

A cabeça esquizoide tende a ser um pouco maior e alongada, alta, acompanhada pela testa também ressaltada. Às vezes, olhando de lado, conseguimos ver que a testa se adianta um pouco para frente.

Olhos do esquizoide

Os olhos tendem a ser maiores, mais ressaltados. Também podem ser esbugalhados, o famoso olho de peixe morto. Quanto menos ele vê o mundo externo, mais enxerga e se conecta com o mundo interno. São olhos que não conectam de verdade.

Muitas vezes, cada olho está olhando para um lado, ou então a pessoa está olhando bem dentro do seu olho e você não consegue perceber que ela está se conectando. Na verdade, parece que ela está olhando lá para trás.

Boca do traço de caráter esquizoide

A boca do esquizoide é fina, apagada, descorada, lábios sem vida, porque ela não tem necessidade nenhuma de se conectar e de se comunicar com o mundo exterior. O olhar e os lábios passam a sensação de que seu corpo não tem vida ou vitalidade.

Esquizoidia no tronco

O tronco é mais esticado, mais fino e com todas as suas articulações bem ressaltadas. Podemos ver claramente os ossos dos ombros e da bacia, por exemplo. A sensação do tronco esquizoide é de que não tem muita vida. Seus ombros também se fecham e se projetam para a frente.

Quadril do esquizoide

A esquizoidia no quadril é a parte mais difícil de identificar, uma vez que ele não tem muita energia. O que você encontra é a falta de energia. Isso se apresenta na forma de um bumbum  quase inexistente, bem pequeno. Os ossos do quadril também ficam bastante evidentes.

Pernas do traço de caráter esquizoide

As pernas do esquizoide também são finas, mostrando articulações. A verdade é que não faz sentido ter um corpo musculoso para carregar peso! O esquizoide só precisa carregar a cabeça, isso é mais que suficiente. Como o foco de energia é a cabeça, ele não manda muita informação para estimular o crescimento dos músculos, e não tem interesse num corpo forte.

Devido à pouca musculatura, inclusive nas pernas, o joelho do esquizoide também mostra seu traço. Aqui está mais um “atalho” para encontrar um traço de caráter esquizoide no formato do corpo da pessoa. Os joelhos tendem a travar para trás, pois ele não coloca energia muscular suficiente para manter o joelho em 180 graus.

A esquizoidia na vida, dor e recurso

Como qualquer ser humano, o esquizoide precisa se relacionar com as pessoas, existindo e às vezes não querendo existir, ou tentando existir enquanto as pessoas preferem que você não exista. Isso estimula a dor ou o recurso do traço de caráter esquizoide, assunto que vamos tratar agora.

É muito comum as pessoas que estudam os traços de personalidade se perguntarem: como eu consigo ser menos esquizoide? Isso não é viável e nem saudável.

Você deve entender que é quem você precisa ser, e que toda dor traz consigo um recurso. Quando alguém pergunta “poxa, como é que eu consigo ser menos esquizoide?” na verdade está querendo dizer “como é que eu consigo me livrar dessa minha dor esquizoide?”

Enquanto o esquizoide ficou escondidinho dentro do útero, não existindo, ganhou um recurso muito potente, que é sua mente, imaginação e criatividade.

Ele dispõe, portanto, de ferramentas únicas para criar seus próprios mundos e viver em outra realidade, um universo paralelo dentro de si. Quando ele volta para a realidade, as vezes tem até um choque com ela. Ele pensa “putz, a minha realidade não é tão boa quanto a que eu tinha imaginado. Na minha mente, posso imaginar qualquer coisa.”

Essa forma de viver com criatividade, ideias alternativas, fora da caixa, traz um enorme benefício para o seu dia a dia, para sua profissão, para os seus relacionamentos, porque cria alternativas e novas respostas para os desafios.

Vantagens e desvantagens do traço de caráter esquizoide

Em síntese, ser um esquizoide pode ser maravilhoso ou horrível, assim como ter um do seu lado.

Precisamos entender quem nós somos e os recursos que temos disponíveis, assim como respeitar as pessoas como elas são. Se você é esquizoide, não adianta exigir das pessoas a objetividade, poder de síntese ou capacidade de comparar e fazer paralelos que você tem!

Se formos pensar em negócios, por exemplo, não devemos entregar a responsabilidade em fazer tudo para um esquizoide, porque ele cria projetos em sua mente, mas não executa muito bem. Nesse contexto, ele não tem muito a oferecer, e por isso não se consegue fazer quase nada sozinho no mundo dos negócios. Ele procrastina muito e não executa, com medo de ter suas ideias rejeitadas, mas ele não tem dependência emocional com outras pessoas.

O esquizoide tem uma capacidade criativa tão grande que, quando ele está bem e acreditando em si, sua criatividade e produtividade se expandem. Quando esperamos do esquizoide aquilo que ele tem para entregar, ele não se sente rejeitado, afastando a sua maior dor.

Muitas vezes, o esquizoide tem todo esse mundo louco dentro da cabeça, e tem medo de se sentir rejeitado pelo mundo externo, porque a realidade realmente é muito diferente do que está acontecendo na cabeça dele. Para se proteger, ele não expõe suas ideias, sua criatividade, deixando de criar para o mundo e mantendo tudo dentro da própria cabeça, se fechando cada vez mais. A insegurança toma conta dele.

A caverna do traço de caráter esquizoide

Um esquizoide está “na dor” quando ele não compartilha suas ideias, se isola em sua mente e entra no que podemos chamar de “caverna do esquizoide”. Ele fica no cantinho dele, sem interagir com o mundo externo. Dessa forma, ele vive o mundo na dor, no sofrimento, onde ele não tem a habilidade, a oportunidade, ou a coragem de expor as suas ideias, de existir tal como é.

Já o esquizoide no recurso, por outro lado, confia nas coisas que cria em sua mente e leva isso para o mundo. Mesmo que os outros não saibam receber aquilo, ou precisa mudar algo e a ideia não fique exatamente da maneira como pensou, ele saberá interagir e complementar esse mundo externo.

Ele tanto beneficiará o mundo, permitindo que este receba suas ideias, quando se beneficiará existindo dessa forma.

Isso quer dizer que um esquizoide no recurso não precisa da caverna? Na verdade, ele precisa sim, mas vivendo no recurso ele consegue transitar nesses dois meios. Vem para o mundo real e volta um pouquinho para caverna, fica algum tempo lá dentro e volta com algo novo para o mundo real.

Nós convivemos com a nossa dor existencial ou com o nosso recurso existencial. Essa é uma escolha diária que aprendemos a fazer. Quanto mais tempo você passa no recurso, mais cria intimidade e habilidade com

ele.e-book traços de caráter

Levando o esquizoide para o recurso

Você estimula um esquizoide estimulando sua mente ou elogiando as ideias loucas que ele traz, porque assim ele sente que o mundo não está lhe rejeitando. Quanto mais você consegue valorizar as ideias, os pensamentos e até as razões que ele traz, mais estimulado ele fica e mais no recurso tende a viver. Elogiar sua beleza física, por outro lado, não faz muita diferença para ele. É importante entender as necessidades dos traços de caráter.

Normalmente, as pessoas da área criativa de uma empresa têm predominância do traço de caráter esquizoide, então se você trabalha com gestão de empresas ou pessoas, comece a observar. Quando as pessoas estão no lugar certo, elas passam muito mais tempo em seu recurso e se tornam mais produtivas, passando a contribuir melhor com o mundo.

Uma questão que muitas mulheres grávidas trazem é medo das transformações, alterações emocionais da gravidez, em outras palavras, o medo de que a criança se sinta rejeitada. Se isso realmente acontecer, pense no tanto de recursos que essa criança ganha.

Não controlamos o que acontece no mundo aqui fora, e nem como a criança se sentirá lá dentro. Lembre-se, toda dor traz consigo um recurso, então procure ajudar o seu filho a perceber dentro de si o que ele ganhou em seu desenvolvimento, ao invés de se concentrar no que ele perdeu.

O que esperar de um esquizoide?

  • razão
  • pensamentos
  • ideias fora da caixinha
  • o diferente, novo

E o que não esperar do esquizoide?

O contrário disso. Não espere, por exemplo, que ele queira fazer sempre a mesma coisa do mesmo jeito.

Não espere, além disso, o contato físico dessa pessoa. Ela está se escondendo, evitando contato do mundo, e se incomoda quando alguém quer tocar, encostar, ou abraçar o tempo inteiro.

Muitos casais só brigam porque um dos dois tem predominância do traço de caráter esquizoide, que é cobrado a abraçar mais, aceitar ser abraçado mais, e ainda ter que gostar desse abraço.

Assim começam os conflitos do tipo, “parece que você não me ama, você não demonstra amor…”; mas na verdade a pessoa está querendo dizer “você não demonstra amor do meu jeito”. O esquizoide explica o que sente, mas não demonstra.  Ele não é alguém que fica colocando os seus sentimentos à flor da pele.

Agir dessa forma é errado? Não, só é diferente. Enfim, é o jeito esquizoide de ser.

Gostou de saber mais sobre o traço de caráter esquizoide? Você também pode ler sobre o traço de caráter oral traço de caráter psicopata, traço de caráter masoquista, e o traço de caráter rígido e como funciona uma análise corporal. Deixe suas impressões sobre esse post nos comentários.

Para conhece melhor os seus traços siga meu instagram. Para começar a transformar suas dores em recursos, solicite a sua mentoria gratuita.

e-book traços de caráter

ENTENDA SEUS TRAÇOS DE CARÁTER  E APRENDA A SAIR DA DOR

E-BOOK TRAÇOS DE CARÁTER + 2 bônus