Pessoas Inseguras: a insegurança e o formato do corpo

pessoas inseguras

Você já se perguntou com que frequência fica inseguro ao longo do dia? Pessoas inseguras ficam travadas, bloqueadas com medo de fazer escolhas. Mesmo depois de fazê-las, existe o medo de seguir em frente com essas decisões. As pessoas se sentem inseguras por diferentes motivos e diferentes situações. Sendo assim, parece até difícil dizer que existe um padrão por trás da insegurança.

Mas será que o corpo explica a insegurança? Existe um padrão que gera esse sentimento? Seria possível explicar de onde vem a insegurança? Afinal, será que existe um traço de caráter mais inseguro que os outros?

Antes de mais nada, para entender essas questões, é importante entender como diferentes características e comportamentos se manifestam nos traços de caráter.

Para você que é um leitor ou leitora recém chegado, é imprescindível entender que alguns nomes como psicopata, esquizoide, masoquista, entre outros, não podem ser confundidos com patologias clínicas, distúrbios, ou ser caracterizados por “coisas ruins”.

Esse tipo de narrativa é comum, mas ressaltamos que é importante compreendê-los apenas como nomes científicos dos traços de caráter do nosso corpo e da nossa mente, e esses nomes foram dados por Reich, na época de Freud.

e-book traços de caráter roxo

Pessoas inseguras: Quais os traços delas?

Algumas características e comportamentos são exclusivos de um traço de caráter, ou seja, só aquele traço funciona de tal jeito, e os outros não. Por exemplo: o medo de ser humilhado é exclusivo do traço de caráter masoquista. Só ele tem esse medo em seu jeito de funcionar.

Existem outras características e comportamentos que todos os traços têm, mas alguns possuem uma tendência maior para manifestar do que os outros. É o caso da traição, por exemplo. Ela não é um comportamento exclusivo de um traço, mas alguns traços conseguem ter uma maior tendência e uma predisposição a trair. Do mesmo modo, a dependência emocional não é exclusiva de um traço.

Em relação à insegurança, no entanto, é um pouco diferente. Ela não é uma característica exclusiva de um traço e também não é uma característica que alguns traços têm uma maior tendência a demonstrar.

A insegurança é entendida como uma característica universal dos traços. Todos podem ter pessoas inseguras, dependendo da situação. Ao invés de perguntar qual traço é inseguro ou qual traço é mais ou menos, a melhor pergunta é…

instagram

O que deixa cada traço inseguro?

Pessoas inseguras em cada traço se sentem dessa forma por motivos diferentes e em situações diferentes.

Existem dois fatores principais que aumentam a insegurança de uma pessoa: O primeiro é estar em um ambiente que faça o traço sentir a sua dor básica de novo; e o segundo é não usar ou não ativar os recursos que desenvolveu para evitar a dor.

1. Suas dores básicas

Em cada uma das cinco etapas do processo de mielinização, o sistema nervoso registra uma dessas cinco dores básicas.

A primeira dor, da rejeição, é registrada durante a gestação. A segunda, do abandono, durante a amamentação. A terceira, da manipulação, nas primeiras interações com o mundo. A quarta, da humilhação, no período do desfralde; e por fim, a quinta e última, da traição, no surgimento da sexualidade.

A intensidade com o que o nosso sistema nervoso sente e percebe cada uma dessas dores molda o formato do nosso corpo e nossa mente. Nesse processo, o sistema nervoso vai desenvolver recursos incríveis que ajudam cada traço a evitar sentir essa dor básica de novo.

Uma pessoa que ativa e usa seus recursos com frequência e que escolhe ambientes cada vez melhores e mais favoráveis para os traços dela, se sente mais segura. O contrário também vale, uma pessoa que não ativa ou não usa recursos e escolhe ficar em ambientes que fazem ela sentir as dores dos traços de novo, vai se sentir cada vez mais insegura.

Isso vale para qualquer um dos cinco traços de caráter e para qualquer combinação de traços.

O que fazemos com a metodologia O Corpo Explica é, justamente, ajudar as pessoas a entender como elas funcionam. Assim, elas podem escolher ambientes mais favoráveis e ativar os recursos delas com mais frequência.

Muitas pessoas inseguras nem sabem que possuem esses recursos dentro delas, portanto, eles não são ativados ou usados. Uma pessoa Esquizoide, por exemplo, quando ativa seus recursos, consegue explorar ao máximo a criatividade e a capacidade de explicar as coisas de uma forma mais simples, por mais complicadas que elas sejam.

2. O ambiente e as pessoas ao seu redor

Não adianta, porém, ativar os recursos e estar num ambiente que reforça a dor de rejeição do Esquizoide. É necessário que o ambiente afaste essa dor para que os recursos sejam estimulados. As duas coisas precisam andar juntas: ambiente favorável e ativação dos recursos que seu traço oferece.

O ambiente é composto por três elementos principais: pessoas, lugares e situações. Então, alguns ambientes estimulam o indivíduo e favorecem a ativação dos recursos, já outros o bloqueiam e reforçam as dores dos traços.

Todos nós conhecemos pessoas que fazem a gente se sentir mais à vontade e seguros de nós mesmos, enquanto outras nos deixam mais desconfortáveis e inseguros. A pergunta é: Qual será a dor que você tem medo de sentir de novo com cada pessoa que te deixa inseguro?

Talvez você tenha um pai exigente, e toda vez que conversam você se sente humilhado. Ou talvez tenha um amigo que vive cobrando favores que ele te fez, fazendo você se sentir manipulado. Talvez você tenha medo de abordar pessoas mais atraentes num barzinho porque elas podem te rejeitar.

Esses são alguns exemplos corriqueiros para entendermos mais a fundo o dilema das pessoas inseguras.

Lugares e situações também entram na conta

Alguns lugares e situações podem gerar mais insegurança do que outros. Outra vez, a pergunta aparece: Qual é a dor que eu não quero sentir de novo nesse lugar ou nessa situação?

Se os principais traços de caráter de duas pessoas forem diferentes, as dores delas também serão diferentes. Num mesmo ambiente, uma delas pode se sentir insegura, mas a outra não.

Falar em público é um exemplo. Algumas pessoas se sentem muito inseguras com isso, principalmente quem está mais para os traços Esquizoide e Masoquista, por ter uma necessidade maior de ficarem mais sozinhos e isolados. Os esquizoides possuem o medo de ser rejeitados e os masoquistas por algo dar errado, levando-os a ser humilhados.

Também pode ocorrer de um elemento em especial daquele ambiente causar a insegurança. Pode ser uma pessoa, um lugar, uma situação, por exemplo; e caso você mude o elemento, a insegurança desaparece.

O sentimento de insegurança é como uma bússola emocional, o seu corpo fala e sua mente entra em estado de alerta quando sente que algo naquele espaço pode fazer você reviver as dores básicas dos seus traços.

Portanto, quando há uma clareza de quais são os principais traços, as dores e os recursos, fica mais fácil entender o que causa a insegurança para fazer algo a respeito. Então, você pode mudar o ambiente, para que fique mais favorável, ativando e usando os seus recursos.

Então, quer conhecer os seus traços e aprender mais sobre eles? Agende um horário para a sua Análise Corporal!

Em seguida, iremos trazer alguns exemplos de dor básica para cada traço e quais são as características que trazem ganhos ou perdas para cada um.

e-book traços de caráter

A insegurança em cada traço de caráter

Esquizoide: A dor básica desse traço é a rejeição.

 O esquizoide vai se sentir inseguro quando:

  • Estiver perto de pessoas que possam rejeitá-lo ou rejeitar suas ideias.
  • Em lugares muito cheios ou que o façam se destacar de alguma forma.
  • Em situações onde precisa se expor ou interagir com muitas pessoas, aumentando a chance de sentir a dor da rejeição de novo.

Para se sentir mais seguro, é preciso:

  • Estar com pessoas que apoiem e acreditem em suas ideias.
  • Estar em lugares nos quais é possível se isolar no mundo interno.
  • Evitar muita exposição ou interação com outras pessoas.
  • Um menor contato com as pessoas faz o esquizoide se sentir mais seguro.

Oral: a dor básica do oral é o abandono.

O Oral vai se sentir inseguro quando:

  • Estiver sozinho ou com pessoas que não dão atenção para ele.
  • Em lugares onde não consiga ter contato com outras pessoas.
  • Houver uma mudança de lugar, que afeta o convívio entre as pessoas que são importantes para ele.
  • Situações nas quais ele não possa expressar o que sente, ou interagir com outras pessoas.

E quando se sentirá seguro?

  • Em contato com pessoas que possibilitam a sensação de atenção e cuidado.
  • Em lugares com pessoas com as quais é possível conversar, interagir e chorar, se necessário.
  • Situações que deem liberdade para ele se expressar.

Psicopata: a dor básica é o medo de ser manipulado.

Vão se sentir inseguros quando:

  • Estiverem com pessoas que o fazem sentir em dívida de alguma forma ou que tentam tirar vantagem dele.
  • Estiver lidando com pessoas, lugares ou situações onde ele não tem o poder de decisão ou influência.
  • Situações onde não sabe o que vai ganhar ou que precisa dar em troca.
  • Tudo que faça com que ele se sinta manipulado pelos outros.

Para se sentirem seguros, é preciso:

  • Liderar e influenciar pessoas, lugares, situações.
  • Ter acordos e combinados claros.
  • Cercar-se de pessoas justas e transparentes.

Masoquistas: a dor básica é o medo da humilhação.

O que os deixam inseguros:

  • Estar com pessoas muito críticas.
  • Lugares sem regras ou procedimentos claros. Existe uma dificuldade em lidar com aquilo que é diferente do que eles estão acostumados.
  • Situações que exigem alguma improvisação. Por ser muito metódico, o masoquista prefere coisas mais previsíveis e rotineiras.

Para se sentirem mais seguros, é preciso:

  • Se afastar de pessoas que critiquem, exponham ou humilhem ele pelos seus erros.
  • Estar em lugares onde o conhecimento sobre a situação produz uma vantagem.
  • Situações previsíveis.

Rígidos: a dor básica é o medo de ser traído ou trocado.

O que os deixa inseguros?

  • Medo de ser substituído ou excluído, não se destacar.
  • Pessoas muito exigentes que não elogiam e que costumam apontar as imperfeições.
  • Situações onde eles não estejam no controle.

Como os rígidos se sentem seguros?

  • Estar com pessoas que reforcem a admiração por ele com frequência.
  • Estar em lugares onde pode se destacar.
  • Ser visto e admirado.

Pessoas inseguras: como podemos ajudar?

Em primeiro lugar, é importante ficar atento na relação do eu-outro. Será que você está fazendo com que alguém se sinta inseguro? Será que o modo como você trata alguém faz com que os traços dele revivam uma dor? O que você pode fazer de diferente para que as pessoas se sintam mais seguras perto de você?

Quando alguém se sente seguro perto de outro, consegue ativar seus recursos e não tentará evitar essa pessoa, pois não sente a dor perto dela. Isso tudo melhora as relações sociais e pode até mesmo diminuir o nível de insegurança, já que o ambiente é mais favorável para ativar os recursos.

Por fim, isso vai te ajudar a evitar os ambientes que reforcem as dores dos seus traços, sabendo exatamente quais são, a fim de escolher ambientes mais favoráveis para ativar e usar recursos.

Gostou de saber mais sobre a insegurança? Tem muito mais conteúdo diariamente no instagram.

Para saber mais sobre os diferentes traços de caráter, as dores, e como se manter no recurso, você pode receber sua mentoria gratuita.

e-book traços de caráter

ENTENDA SEUS TRAÇOS DE CARÁTER  E APRENDA A SAIR DA DOR

E-BOOK TRAÇOS DE CARÁTER + 2 bônus