Conexão emocional: como ela pode melhorar suas relações

Conexão emocional

Se eu te perguntar como está a qualidade da tua relação com as pessoas ao redor – amigos, família e com teu par – você saberia dizer se existe intimidade, ou melhor, se há conexão emocional entre vocês?

É um pouco mais difícil responder a essa pergunta quando não sabemos exatamente o que é a “conexão emocional”, e como ela impacta sua vida. É um conceito que parece um pouco abstrato, concorda?

Para começar, eu te garanto: a conexão emocional não é uma invenção inatingível, é uma necessidade nossa, independente da personalidade.

Ela nutre nossa alma assim como a comida nutre nosso corpo. Nós crescemos e nos desenvolvemos e essa fome por conexão nos acompanha, e quando não a saciamos do jeito que precisamos, é mais fácil entrarmos em um estado de dor.

É uma via de mão dupla: quando estamos vivendo na dor, ficamos travados, e conectar emocionalmente com alguém também se torna mais difícil.

O que é a conexão emocional?

A conexão emocional é o que nos une às pessoas de um jeito mais forte – algo que é impossível de conseguir com interações superficiais, conversas sobre os eventos da semana ou curtidas nas redes sociais.

Esse tipo de conexão com os outros nos influencia ao longo de toda a vida, e isso começa desde os os primeiros momentos, quando somos um bebê guardado no útero e sintonizados às emoções da mãe.

Cada pessoa aprende a se conectar de forma diferente, depende de como ela entende a realidade a seu redor e desenvolve seu papel no mundo.

Se você já conhece a teoria dos Traços de Caráter, sabe que nosso “jeito de ser” é influenciado pela combinação deles. Os traços de caráter vão determinar as ferramentas que ajudarão cada pessoa a criar as conexões emocionais com os outros, mas também criam algumas necessidades e registram uma dor existencial, como a rejeição, o abandono, a humilhação. Elas produzem várias armadilhas e dificultam a criação de laços emocionais saudáveis.

Aliás, emoção e saúde tem tudo a ver. Nesse sentido, conectar-se com os outros, tanto num nível físico como emocional, é fundamental para nosso bem-estar. Não é à toa que uma queixa universal é a solidão, uma sensação bastante temida e que acaba realmente adoecendo muita gente.

De nada adianta fugir da solidão buscando relações sem sentido.

Quer resultados imediatos?
Análise Corporal pode transformar sua vida!
Resolva de uma vez por todas:

A conexão emocional é o verdadeiro antídoto contra a solidão!

Ela é o que nos aproxima e fortalece os relacionamentos, que nos faz ter conversas profundas com alguém ou ficar apenas em silêncio confortavelmente ao lado dessa pessoa.

Com conexão emocional, as relações ficam mais fáceis, e isso não quer dizer falta de profundidade, muito pelo contrário.

Essa facilidade em expressar pensamentos e sentimentos é maior quando há conexão emocional, porque ela cria um espaço seguro para você compartilhar a verdade sobre si, seja ela positiva ou negativa.

Você já teve a sensação de poder ser você mesmo com algumas pessoas, sem máscaras e sem jogos? Sem dúvidas esses relacionamentos são os mais profundos.

Como é a conexão emocional nas amizades, na família e nos relacionamentos amorosos?

Nas amizades, a conexão emocional não é apenas ter assuntos em comum e ir para festas juntos para se divertir. São aqueles amigos a quem confidenciamos histórias e até segredos íntimos, aqueles que entendem nossas peculiaridades, mesmo sendo diferentes de nós.

Uma amizade assim faz parte dos altos e baixos da vida; é, ao mesmo tempo, formada por um abraço caloroso nos momentos de dor e por risos sinceros nas alegrias.

Leia também:  Procrastinação: o que é, como vencer?

Quando se trata de laços familiares, a conexão emocional transcende as diferenças e os conflitos. É a capacidade de apoiar uns aos outros, compartilhar memórias e tradições, e sentir-se em casa, onde quer que esteja.

E, por fim, o amor romântico é um solo fértil para a conexão emocional. A troca de sentimentos entre casais é a faísca que acende a paixão e o alicerce sobre o qual se constrói um relacionamento duradouro.

Seja qual for o contexto, a conexão emocional é um processo de construção e manutenção, permitindo que você possa enxergar o outro e atender às suas necessidades (e vice-versa). Investir nesse tipo de conexão nos recompensa com intimidade, apoio e uma sensação de pertencimento.

Siga-me no instagram

Por que precisamos de conexão emocional?

Quando buscamos conexão emocional, na verdade estamos em busca de validação e empatia. Queremos saber que nossas experiências, pensamentos e sentimentos são reconhecidos e valorizados por outras pessoas.

Mesmo quem é mais introvertido, que gosta de se esconder em sua caverna e parece não ter muito interesse em criar relações fora dela – quer se sentir enxergado por alguém.

Da nossa própria maneira, todos queremos sentir que somos vistos e ouvidos, não apenas como seres humanos, mas como indivíduos únicos, com características que se juntam para formar nossa personalidade, jeito de ser e expressar o que somos, incluindo nossos defeitos e qualidades.

Precisamos da conexão emocional para abrir nossos corações e permitir que alguém entre em nosso mundo interior para conhecer suas nuances e complexidades.

No entanto, a conexão emocional não é apenas um presente que recebemos; é um presente que damos! É um ato de compartilhamento, vulnerabilidade e aceitação.

Relacionamentos sem conexão emocional são como casas sem alicerce; podem desmoronar sob o tempo e as forças da natureza. No caso de um relacionamento amoroso, por exemplo, a conexão te ajuda a permanecer ao lado do parceiro quando a vida lança suas tempestades. Quando essa conexão não existe, a relação deixa um vazio e muitas vezes acaba em divórcio ou traição.

Você precisa da conexão emocional para que a vida seja plena, afinal, ela transforma o comum em algo extraordinário.

5 sinais da conexão emocional

Para saber se existe conexão emocional entre você e outra pessoa, na maioria das vezes, basta sentir. É o tipo de coisa que você simplesmente sabe.

Mas, caso haja dúvidas, você também pode ficar atento a alguns sinais que a conexão emocional genuína manifesta em um relacionamento:

Compreensão mútua profunda

Quando há uma conexão emocional forte, as pessoas se entendem em um nível mais profundo. Diferenças são colocadas de lado e vocês são capazes de perceber e reconhecer as emoções, pensamentos e necessidades umas das outras.

Essa compreensão cria um conforto para expressar sentimentos e pensamentos sem medo de julgamento.

Comunicação empática

A comunicação em um relacionamento emocionalmente conectado é caracterizada pela empatia. As pessoas não apenas se ouvem, mas também se esforçam para compreender os sentimentos e perspectivas do outro.

Aceitação

Em uma relação com conexão emocional as pessoas se amam e aceitam umas às outras por quem são, com todos os seus defeitos e imperfeições. Não há necessidade de fingir ser outra pessoa, porque o outro te conhece e quer estar ao seu lado do jeito que você é.

Intimidade física e emocional

Nas relações, a intimidade física é acompanhada por uma intimidade emocional igualmente profunda. Dessa maneira, o contato físico se torna uma expressão de amor e carinho, e não apenas um ato mecânico.

É importante perceber, no entanto, que alguns traços de personalidade se expressam mais fisicamente e outros menos – e tá tudo bem!

Vulnerabilidade compartilhada

Pessoas em uma conexão emocional genuína estão dispostas a ser vulneráveis uma com a outra. Elas compartilham seus medos, preocupações e inseguranças sem receio de serem julgadas, sentido a liberdade de serem autênticas.

Quer resultados imediatos?
Análise Corporal pode transformar sua vida!
Resolva de uma vez por todas:

Como ter conexão emocional?

Seja nos relacionamentos com nossa família, amigos ou parceiros amorosos, construir essa conexão emocional pode ser desafiador e envolve compreender não apenas as necessidades e emoções dos outros, mas também o nosso próprio traço de caráter e como ele influencia nossa maneira de se conectar.

Leia também:  Ciúmes: por que eu sou uma pessoa tão ciumenta?

Como ter conexão emocional na família?

A família desempenha um papel fundamental na formação de nossa capacidade de criar conexões emocionais. É onde aprendemos, ou devemos aprender, as bases da empatia, comunicação e apoio.

No entanto, também é um ambiente onde os traços de caráter influenciam bastante a dinâmica familiar.

Traço esquizoide

Se um membro da família possui o traço esquizoide, é necessário respeitar sua necessidade de espaço e privacidade. Compreender que a conexão emocional se desenvolve de maneira mais sutil é a chave nessa relação.

Traço oral

Indivíduos com traço oral acabam ansiando por conexões emocionais intensas na família, por isso não é difícil construir vínculos mais fortes com quem tem esse traço predominante. Porém, com essas pessoas também é importante estar disposto a fornecer apoio emocional e criar um ambiente de segurança, já que eles tem um grande medo de ficar sós.

Traço psicopata

Alguém com o traço psicopata se conecta emocionalmente através de trocas, fazendo algo pelo outro enquanto o outro faz por ele. Além do mais, ele gosta de perceber que exerce uma influência nos demais, então se deixar conduzir pelas suas ideias é uma forma de ganhar a confiança e se conectar com a pessoa desse traço.

Traço masoquista

Membros da família com traço masoquista costumam ser bem atentos às necessidades emocionais dos outros, entretanto, podem ter dificuldade em expressar suas próprias emoções. O ideal é incentivar a expressão emocional e oferecer apoio – porque se ele não estiver no recurso, dificilmente vai pedir ajuda.

Traço rígido

Pessoas de traço rígido são competitivas por natureza, e a influência dessa característica é perceptível na dinâmica familiar, especialmente entre irmãos. Com essas pessoas, é necessário proporcionar um ambiente de apoio e aceitação para que todos se sintam valorizados e amados sem exceções, assim a comparação se faz menos necessária.

E-Book dos traços de caráter

Como ter conexão emocional nas amizades?

Quem tem um amigo, tem tudo, não é? As amizades também são uma parte de nossas vidas que nos forma como pessoas, proporcionando apoio emocional e compartilhando experiências.

Para criar conexões emocionais fortes com amigos, é essencial:

  • Respeitar as diferenças: lembre-se de que teus amigos podem ter diferentes traços de caráter, o que influenciará tua maneira de se conectar emocionalmente com eles. O segredo é entender, aceitar essas diferenças e ajustar-se a elas. Tudo que eu falei anteriormente sobre a conexão com cada traço em família também se aplica aqui;
  • Praticar a escuta empática: esteja genuinamente interessado nas emoções e experiências de teus amigos. Seus ouvidos atenciosos são o maior presente que você pode dar. Portanto, ouça o que eles têm a dizer e valide suas emoções;
  • Compartilhar emoções: seja aberto e vulnerável em tuas amizades. Ao compartilhar tuas próprias emoções, você também encoraja teus amigos a fazer o mesmo.

Como ter conexão emocional nos relacionamentos amorosos?

Os relacionamentos amorosos são talvez os mais íntimos e complexos, até porque envolvem outras dimensões da convivência e do contato. Compreender os traços de caráter e sua influência também é crucial para criar uma conexão emocional sólida aqui, mas existem alguns princípios para construir e fortalecer os laços em um namoro ou casamento:

  • Compreender a intimidade: reconheça que a intimidade emocional pode se manifestar de maneira diferente em cada relacionamento. Alguns parceiros podem ser mais reservados, enquanto outros são mais abertos, especialmente se eles têm o traço de caráter oral;
  • Respeitar os limites: respeitar os limites emocionais de seu parceiro é fundamental. Isso é particularmente importante se ele possui um traço de caráter que requer espaço, como o esquizoide;
  • Comunicar com empatia: demonstrar compreensão e empatia em relação às emoções de seu parceiro é a porta para a conexão emocional. Se ele é do traço de caráter masoquista, por exemplo, sua maior dor é ser humilhado, por isso tem medo de se expor, então deixe ele perceber que pode se sentir seguro na comunicação entre vocês;
  • Autoconhecimento: compreender seus próprios traços de caráter é igualmente importante. Isso o ajudará a entender como você se conecta emocionalmente e a identificar áreas em que pode precisar melhorar.

Como o autoconhecimento me ajuda a me conectar emocionalmente com as pessoas?

O autoconhecimento ajuda você a estar em equilíbrio com sua essência. Você passa a entender melhor e respeitar suas necessidades, e, com isso, para de viver na dor para viver no recurso, sem deixar os medos te impedirem de conquistar nada, inclusive no campo emocional.

Leia também:  Síndrome de Burnout: causas, sintomas e como superar o esgotamento?

Ao conhecer o que te limita você dá início a jornada que vai expandir teu potencial. Nesse processo, você não vai se tornar outra pessoa, mas sim a melhor versão de si mesmo!

Quer resultados imediatos?
Análise Corporal pode transformar sua vida!
Resolva de uma vez por todas:

Conexão emocional e os traços de caráter

Reconhecer como os traços de caráter influenciam a maneira de se conectar emocionalmente vai ajudar a melhorar a compreensão nas relações e fortalecer os laços emocionais.

Traço esquizoide

  • Dificuldades: para aqueles com o traço esquizoide, o mundo interior é rico e fascinante, mas também um refúgio. Por isso, às vezes, é difícil compartilhar essa visão tão única com os outros, o que acaba criando um certo distanciamento emocional;
  • Possibilidades: no entanto, sua imaginação sem limites é também um convite para inúmeras descobertas compartilhadas. Para criar conexões emocionais, é importante encontrar parceiros que apreciem a profundidade do teu pensamento e ideias.

Traço oral

  • Dificuldades: indivíduos com um traço oral são famintos por conexões emocionais intensas. Às vezes, essa intensidade pode se tornar um obstáculo, levando a preocupações com possessividade e dependência, tudo por causa da dor do abandono;
  • Possibilidades: a conexão emocional com o traço oral é calorosa. Quando equilibrada, a energia do traço oral é cativante e leva a relacionamentos profundos e amorosos. Estabelecer limites e promover a autonomia emocional é a chave para transformar essa fome em laços afetivos.

Traço psicopata

  • Dificuldades: a confiança pode ser um território instável para quem carrega o traço psicopata. Isso pode levar a relações distantes e à percepção de serem manipuladores;
  • Possibilidades: por outro lado, essa tendência à liderança e à negociação pode criar conexões emocionais fortes, especialmente quando acompanhadas de empatia. O segredo é escolher relacionamentos com pessoas confiáveis e honestas.

Traço masoquista

  • Dificuldades: quem carrega o traço masoquista tende a guardar suas emoções, como se temesse o julgamento e a humilhação. Isso é um grande problema, pois leva a relações superficiais e sem profundidade emocional;
  • Possibilidades: quando enfrentam seus medos e traumas, essas pessoas conseguem formar conexões autênticas. Ao compartilhar suas emoções com segurança, constroem relacionamentos mais genuínos e empáticos, onde cada vulnerabilidade compartilhada fortalece os laços.

Traço rígido

  • Dificuldades: pessoas com esse traço de caráter têm a competitividade como parte de sua natureza. Conflitos e tensões nas relações são comuns, pois a busca por conquistas pode ofuscar as necessidades emocionais dos outros;
  • Possibilidades: no entanto, é possível canalizar essa determinação inabalável para criar conexões emocionais fortes. Quando direcionam sua competitividade de maneira construtiva e consideram as necessidades emocionais dos outros, os relacionamentos se tornam mais gratificantes;
  • Aqui, vale mais uma dica: mulheres de traço rígido costumam ter uma presença muito forte da energia masculina, buscando ambientes de trabalho e até mesmo amizades em grupos com muitos homens. Esse não é um problema, desde que haja equilíbrio, pois a convivência e a conexão com pessoas do mesmo sexo é positiva para a sua saúde emocional.

Quer resultados imediatos?
Análise Corporal pode transformar sua vida!
Resolva de uma vez por todas:

Luiza, eu quero aprender a ter mais conexão emocional nas minhas relações!

Bom, primeiro eu preciso saber se você já tem dedicado tempo para se conhecer melhor, compreender suas emoções e identificar as pessoas e experiências que contribuem para o seu bem-estar.

Uma maneira de começar é através de uma análise mais aprofundada de seus traços de caráter. Conhecer a si mesmo é o primeiro passo para atender às necessidades desses traços. Portanto, considere explorar uma análise individual, que irá oferecer insights valiosos para o seu crescimento pessoal. É possível fazer uma análise corporal combinada para entender o funcionamento do outro também.

Com esse conhecimento você terá 100% do controle da sua vida e da sua forma de agir, para então melhorar a qualidade dos seus relacionamentos com amigos, família e com seu par.

E-Book Traços de Caráter

Compartilhe:

Picture of Luiza Meneghim

Luiza Meneghim

Especialista em desenvolvimento humano. Mentora de carreira e relacionamentos. Analista corporal. Membro fundador 027 do GPS.
Picture of Luiza Meneghim

Luiza Meneghim

Especialista em desenvolvimento humano. Mentora de carreira e relacionamentos. Analista corporal. Membro fundador 027 do GPS.

Posts relacionados

Feliz dia de terminar o namoro

Feliz dia de terminar o namoro

O Dia dos Namorados é dia de dizer que ama, dar presentes e postar fotos felizes e bem acompanhados nas redes sociais. O problema é

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ebook-traços-de-caráter.png

ENTENDA SEUS TRAÇOS DE CARÁTER  E APRENDA A SAIR DA DOR

E-BOOK + 2 bônus