Perfil DISC: O que é e como funciona

disc

É bem comum se perder com os diversos tipos de pessoas ao seu redor, afinal todas elas tem diferentes ações, manias e formas de pensar – e ainda assim todas se parecem de alguma forma.

Pense nos perfis como nas cores: misturas de vermelho, amarelo e azul criadas pelo olho humano. A metodologia DISC é da mesma forma. É difícil encontrar algo 100% vermelho, assim como alguém que se encaixe 100% num perfil.

Cada combinação entre os perfis DISC é como um padrão, ela faz você agir de certa forma e até mesmo pensar de um modo específico, pois a nossa mente cria um “piloto automático” de ação e comunicação, usando ele na maior parte do tempo.

As pessoas tem um fator dominante entre as quatro linhas do DISC, com traços claros de outros modelos. Entender suas relações nos dá autoconhecimento, evolução profissional e pessoal; portanto, hoje irei trazer algumas maneiras de conhecer esses padrões, além de explicar melhor o método DISC, as suas bases e como usá-lo para ter um maior entendimento de si e das outras pessoas!

 

O que é a DISC e como ela surgiu?

A teoria DISC é um modelo utilizado para identificar o perfil de ação das pessoas. Assim como na teoria dos traços de caráter, seu objetivo é saber como cada pessoa vê o mundo e age em diferentes situações. Um dos seus pioneiros foi William Marston, um psicólogo dos EUA.

As teorias de Marston serviram como base para a invenção do Teste de Pressão Arterial Sistólica, o famoso polígrafo. A ideia era usar a máquina não apenas como um detector de mentiras, mas também como meio para que as pessoas se conhecessem melhor.

Seu livro “As Emoções das pessoas normais” foi a origem dos elementos usados para a criação da DISC. Nessa teoria, a expressão das emoções por meio de comportamentos pode ser descrita em quatro tipos.

Os quatro perfis:

  • D = Dominância
  • I = Influência
  • S = Estabilidade (do inglês Steadiness)
  • C = Conformidade

Marston não criou um meio para aplicar seu modelo, e o trabalho parou por um tempo; até que  Walter Clarke, um aluno dele, fez testes para as pesquisas. Sua invenção utilizava um checklist para a seleção de pessoal, e por meio dela Clarke viu que existe uma lista de adjetivos comuns usados para descrever as pessoas.

A partir daí, foram traçados quatro fatores de grande influência nos participantes do estudo: agressivo, sociável, estável e esquivo. Era um resultado muito próximo ao modelo de Marston!

Nos anos 50, um membro de sua equipe de trabalho criou uma avaliação chamada de Self Description (Auto Descrição), que serviria como apoio prático às teorias de Marston.

Já na década de 70, John Geier usou esse modelo para criar o Personal Profile System (Sistema de Perfil Pessoal) e fundou uma empresa, a Workplace Learning Group at Wiley, através da qual foi publicado pela primeira vez o DISC Assessment (algo como Relatório DISC).

e-book traços de caráter roxo

DISC: Análise Comportamental

Os testes de personalidade feitos através da DISC trazem uma visão sobre o comportamento de cada pessoa. Eles necessitam de uma interação com o analisado, que vai responder a um formulário com várias perguntas, e por meio delas podemos analisar seus padrões de ação.

São perguntas intuitivas e espontâneas, que a pessoa deve responder de modo claro, honesto e natural. Além disso, é importante que o analisado não fique distraído com outros pensamentos, e tenha o foco no processo.

O teste de personalidade pelo método DISC busca apenas avaliar o comportamento das pessoas com a intenção de encontrar pontos onde seus aspectos emocionais possam gerar respostas positivas nas situações que ela enfrenta. Não existe um perfil melhor que o outro e nem mesmo uma pessoa com um só perfil, mas uma mescla dos vários tipos, e entendê-los vai te ajudar a desvendar os seus pontos fortes e também os que precisam de uma melhoria.

Em outras palavras, a análise  proposta pela DISC poderá trazer um novo olhar para dentro de si, uma visão sobre a maneira pela qual está guiando a própria vida,  para aumentar as chances de alcançar os seus sonhos e metas.

Perfis comportamentais na teoria DISC

Entender os tipos de perfis auxilia num maior entendimento sobre como você responde às situações: o que te motiva com mais facilidade, o que causa um medo ou como você é visto pelas pessoas ao seu redor. 

É super comum que você se sinta bem fazendo algumas atividades e outras pessoas não, afinal, todos são únicos e tem uma mistura de cada tipo de perfil.

Tudo depende da combinação que há no avaliado: um cargo específico ou um certo tipo de relação podem te deixar mal, mas cairiam muito bem na vida de outra pessoa, e vice-versa.

Os perfis sofrem alguma influência da cultura, e nesse sentido as suas taxas podem variar entre cada país. No caso do Brasil, a divisão é:

  • Dominância: 18%
  • Influência: 31%
  • Estabilidade: 34%
  • Conformidade: 17%

Conheça mais sobre as suas características:

Dominante

As pessoas com o perfil dominante são aquelas que gostam de dar o primeiro passo, pois são ativos e movidos por objetivos claros.

Assumem a autoridade de modo natural, já que prezam por competição e sucesso. Seu medo mais presente é o de perder o controle ou ser usado por alguém, lembrando o traço psicopata em muitos aspectos.

A confiança no próprio poder é uma marca desse perfil; que costuma ser bem direto e não tem medo de novos desafios. Por vezes podem ser impacientes, o tipo de pessoa que coloca pressão no outro, mas isso é explicado pela sua visão racional e objetiva.

Também são conhecidos por serem ambiciosos e autônomos, lidar bem com pressão, buscar o poder e agir com base nos valores individuais. Eles gostam mais do trabalho quando tem uma meta clara para buscar.

Os dominantes nem sempre terão as melhores habilidades sociais para resolver conflitos com outros perfis. Eles possuem uma linha de falar mais que ouvir o outro – isso pode soar negativo com um perfil mais social – pois tem fé nas próprias ideias e querem que os outros escutem.

Tendem a se ligar com muitas atividades ao mesmo tempo, dividindo bem o seu tempo, e não gostam de rotinas.

Para que consiga transformar com mais precisão sua vida, é importante melhorar algumas características: ser mais justo, democrático, conciliador, paciente, agregar pontos de vista, tratar melhor os outros, procurar o consenso, ouvir a opinião de quem é mais experiente, observar o próprio tom de voz e aprender com os outros.instagram

Influente

Pessoas desse tipo são ativas, encorajadoras e extrovertidas. Estão sempre em busca de reconhecimento, e se importam bastante com a forma que são vistos pelos demais. É um perfil que tem muitas semelhanças com o traço oral.

São muito criativos, e por estarem sempre atrás de formas melhores para ter relação com as pessoas, não possuem medo de compartilhar o que descobrem.

Gostam de interagir com os demais por meio de trocas,  relações que andam para os dois lados, pois diferente do Dominante, eles tentam estabelecer uma relação mais harmônica de convivência.

Lidam de maneira positiva com tarefas em grupos e grandes amizades, dão bastante valor à relação pessoal, pois possuem medo da rejeição, desaprovação ou de serem ignorados. 

São carismáticos, persuasivos, articulados, motivadores, sonhadores, expressivos e abertos. Estão sempre se relacionando com o mundo exterior, usando mais os sentidos do que os pensamentos. O poder de sedução é muito característico desse perfil, nos fazendo lembrar do traço rígido.

O Influente superestima a si mesmo e aos outros; pelo fato de serem ambiciosos e positivos, não se deixam abalar nem mesmo quando as coisas fogem do esperado.

São pessoas que costumam procurar a solução para tudo e acreditam que tudo vai dar certo de alguma forma. Isso cria dedicação e interesse acima do normal, mas também pode resultar em atrasos, planos mal feitos e afins. Os Influente acreditam que podem fazer todo o trabalho na última hora, e acabam se perdendo na acumulação. 

As melhorias que pessoas com esse perfil devem procurar são, por exemplo, dar mais atenção aos detalhes, pensar em resultados concretos, planejar mais, ouvir e dar mais espaço, aprender a dizer não e focar nos seus objetivos, sem ir atrás de cada distração no caminho.

Estável

Um pouco parecido com o Otimista, esse perfil também gosta de manter relações saudáveis e de confiança, fazendo um “esforço extra” para mostrar que se importa com as pessoas. São pacientes, gentis, amigáveis e humildes.

Eles podem perder um pouco de seus próprios benefícios para garantir o avanço dos outros, assim como o traço masoquista. É o tipo de pessoa que gosta de ser voluntário, nega trocas e se sente bem quando ajuda o outro. São conhecidos por serem acolhedores, consistentes, bons ouvintes, pacientes, planejadores, metódicos, previsíveis, leais e calmos.

Gostam de ambientes onde possam ser leais e mostrar seu compromisso. Diferente do Otimista, esse perfil possui medo de mudanças, pois acredita que elas podem “tirar o chão” das relações, e com isso acaba levando os desafios para o lado negativo.

Em um lugar novo podem se manter atentos, para entender como a situação funciona. Dessa forma, ele vai fazer um esforço até se enturmar, mas é só questão de tempo até que comece a se comunicar de modo mais assertivo.

Eles são um misto de extrovertidos e introvertidos, já que possuem muitas relações mas também passam boa parte do tempo em seu mundo interno, criando formas de manter o bem-estar das pessoas ao seu redor.

Pessoas com esse tipo de perfil podem investir em uma maior flexibilidade, abertura ao novo, se impor mais e aprender a dizer não, dar mais atenção aos próprios projetos, encarar os problemas com mais otimismo e ter mais coragem.

Conformidade

Pessoas com esse perfil de ação valorizam as regras,  os dogmas, e as autoridades; aceitando com facilidade as relações e estruturas ao seu redor. 

São muito analíticas e sempre buscam o perfeccionismo. Por essa razão, o medo de ser criticado ou estar errado é muito presente. Nesse sentido, é um perfil com características semelhantes às do traço masoquista.

Essas palavras são as que mais descrevem esse perfil: disciplina, análise, precisão, ordem, detalhismo, cuidado e discrição. Ele tem uma atenção muito alta, que usa para captar informações do ambiente e das pessoas.

O desejo por metas e resultados lembra muito o perfil dominante, mas existe uma diferença clara – sua atitude costuma ser mais interna, ao invés de “empurrar” outras pessoas para fazer o que acha certo, ele tenta empurrar a si mesmo.

Tendem a se isolar e “pensar” mais do que o necessário, sofrendo para criar relacionamentos e equipes que elevem os seus resultados. Identificam os obstáculos com clareza, mas tentam vencê-los sozinhos, e com isso perdem um pouco de tempo. Aqui já podemos dizer que o perfil se aproxima do traço esquizoide.

Diferente do Influente e do Estável, eles costumam ser mais calmos e podem parecer ser pessoas frias, mas em suas reflexões buscam formas de fazer com que as coisas estejam perfeitas para todas as pessoas. Em resumo, ele se importa muito, só não sabe mostrar.

Pessoas com esse perfil devem procurar investir em si mesmas, se cobrar menos, valorizar as diferenças e ser menos críticas com seu próprio trabalho. Também é importante conversar para entender as emoções dos outros.

e-book traços de caráter

Conclusão

Viu só como cada perfil possui algumas vantagens, e também algumas áreas com as quais precisa ter muito cuidado? Todos eles vão se dar muito bem em certas condições, mas podem sofrer em outras – tudo é uma questão de autoconhecimento e equilíbrio.

E você, já se identificou com um dos perfis? Ou quem sabe com todos eles? Pode ser uma boa ideia pensar em como você age em diferentes espaços – no trabalho, no casamento, como pai ou mãe, com os amigos, e assim por diante, para entender melhor os seus perfis DISC na vida cotidiana; afinal nenhum de nós vive só e muito da nossa mente só vai se revelar a partir das relações!

Se você busca se conhecer mais e melhor, além do DISC, te convido a conhecer a análise corporal como forma de entender como você funciona, o que te trava nos relacionamentos, com dinheiro e na carreira. Você vai entender a sua dependência emocional, sua insegurança, o motivo da sua procrastinação, e muito mais!

Você pode fazer uma mentoria gratuita. Entre em contato!

e-book traços de caráter

ENTENDA SEUS TRAÇOS DE CARÁTER  E APRENDA A SAIR DA DOR

E-BOOK TRAÇOS DE CARÁTER + 2 bônus