Transição de carreira: O que você ainda quer ser quando crescer?

transição de carreira

A transição de carreira é um momento desafiador na vida de qualquer pessoa, afinal você já dedicou anos para avançar numa área, e agora sente que precisa deixar tudo para trás ao se lançar num universo diferente.

Quem está atravessando essa fase não precisa se desesperar. A transição de carreira é algo bem normal no mundo de hoje, e com a velocidade na qual as coisas estão mudando, será difícil encontrar alguém que não tenha passado por uma.

Felizmente isso faz com que seja possível estudar as transições de carreira para saber como tirar o melhor delas, levando sua experiência para a nova opção e aumentando as chances de fazer a escolha certa!

Eu devo fazer uma transição de carreira?

Quem está pensando numa transição costuma ter duas perguntas em mente: qual opção eu devo escolher agora e como saber que eu devo fazer a transição de carreira? Vamos começar pela segunda questão, afinal é ela que decide se iremos ou não para os próximos passos.

A coisa mais importante a se considerar é: mudar de emprego ou mudar de carreira?

Talvez o problema seja a falta de conexão com a pessoa que lidera sua equipe, o conflito com um colega de trabalho, ou até o salário que não parece justo por todo o seu trabalho, por exemplo. Nesse sentido, uma mudança de emprego ou mais dinheiro costuma ser o bastante para alcançar a satisfação novamente.

Quem está passando por uma situação como essas deve pensar nas suas atividades, tentando isolar os outros elementos do trabalho, e responder com sinceridade a si mesmo: você gostaria de estar fazendo essas mesmas tarefas num outro lugar, com outras pessoas, ou recebendo mais?

Se a resposta for “sim” para ao menos uma dessas questões, você pode testar uma transição de carreira e fazer experiências com as novas atividades, mas também pode buscar um novo emprego e seguir com as tarefas que gosta de fazer, em um novo ambiente.

Você pode ter certeza de que a troca de emprego não será o bastante quando:

  • Suas atividades diárias não trazem satisfação;
  • Já mudou de emprego uma vez (ou algumas) e não sentiu a diferença;
  • Está sentindo que é hora de buscar um novo desafio para sua vida.

É importante considerar esse último elemento com carinho, pois a transição de carreira não precisa ser gerada pela insatisfação com o trabalho atual. Ela pode vir do desejo por novas experiências, ou por se arriscar em algo que você sempre gostou, mas sempre procrastinou!

e-book traços de caráter roxo

 

Como eu vim parar nessa carreira?

Antes de mais nada, é muito importante olhar o caminho que você fez até aqui, entendendo os seus erros e acertos para ter uma jornada mais tranquila daqui pra frente.

A pergunta do nosso título é muito frequente na infância, e ela mostra uma lógica que pode ter causado a sua insatisfação com a profissão atual. São vários fatores que nos levam para uma carreira, incluindo a maneira como ela está sendo representada na mídia, ou o salário que podemos ganhar, apenas para citar algumas influências comuns.

Quando perguntamos à criança o que ela vai ser na vida adulta, estamos considerando que o desejo não muda, como se ela tivesse que escolher uma profissão nas suas primeiras experiências de vida e manter essa escolha mesmo após ter novas experiências que mudam seu olhar sobre o mundo.

Já um pouco mais velhos, somos obrigados a escolher um rumo num período bem difícil e cheios de incertezas, ali pelos 18 anos – isso quando a necessidade material não nos leva a entrar numa profissão ainda mais cedo e “escolher” a primeira vaga disponível.

O que eu quero te mostrar é que você fez uma escolha no passado, ou teve de seguir por um caminho que não escolheu, mas não precisa se agarrar a essa jornada para sempre.

Hoje, você é outra pessoa, com novos objetivos e possibilidades. É daí que vem a pergunta sobre o que você ainda quer ser quando crescer. Nós não crescemos apenas uma vez, da infância até a vida adulta. A cada dia temos uma oportunidade para continuar crescendo, nos transformando e seguindo novos caminhos.

5 passos para uma boa transição de carreira

1. Desejo de mudar 

Se você chegou até aqui, o primeiro passo já foi dado! O desejo de mudar é a etapa inicial na transição de carreira. Esse desejo pode estar misturado às frustrações, medos e insegurança, mas não adianta insistirmos em algo que não dá mais, só porque uma versão do nosso passado escolheu o que parecia melhor para ela.

Uma ideia que tem se tornado popular é a da escola da tristeza, trazida pelo professor Clóvis de Barros, e ela é importante para pensarmos um pouco acerca dessas escolhas. A escola da tristeza é um treinamento que as pessoas recebem, para torcer pelo fim das coisas: o aluno torce para a aula acabar, e o trabalhador para chegar ao fim de semana.

Em outras palavras, fazemos atividades das quais não gostamos, por acreditar que “a vida é assim mesmo”. A escola da tristeza nos ensina a baixar a cabeça e seguir, um dia após o outro, até chegar o fim.

Mas quem falou que a vida precisa ser assim? Se a transição de carreira é a melhor escolha para você, que seja feita. Cultive esse desejo por mudança, como uma chama, e deixe isso guiar seus próximos passos!

2. Autoconhecimento para fazer uma transição de carreira eficiente

Como você poderia ser mais feliz?

Perguntinha complicada, né? Para ajudar a responder, eu vou pegar o Clóvis emprestado mais uma vez. Ele tem um exercício simples que consiste em se perguntar: Eu gostaria de que este segundo durasse mais tempo?

Se a resposta for sim, indica que você está feliz com algo, pois a felicidade pode ser encontrada nos momentos que desejamos estender.

Saber como você pode ser mais feliz ajuda muito a fazer uma boa escolha para sua próxima carreira, mas não existe receita pronta, pois cada um encontra o bem-estar em atividades diferentes. Há quem goste de se trancar sozinho com um trabalho, e quem prefira atividades em grupo, por exemplo. Nesse sentido, o que serve para uma pessoa não pode ser copiado e colado em outra.

Uma informação que pode te ajudar é conhecer os traços de caráter mais influentes na sua personalidade. Eles são conjuntos de características que interagem uns com os outros e formam o nosso modo de enxergar o mundo e a nós mesmos. Na hora de escolher uma nova carreira, você vai buscar ambientes em que consiga atender às necessidades dos seus traços de personalidade.

Existem cinco padrões, e eu vou resumir todos eles, além de apresentar algumas opções de carreira para cada traço. Quando você se identificar com algum, pode ler mais no artigo específico onde eu falo sobre ele em detalhes; os links estarão logo abaixo.

Esquizoide

O traço esquizoide consiste em ideias e comportamentos de introversão. Ele é criativo, evita contato físico, bastante racional e lógico, mas pode ter dificuldade para traduzir suas ideias através da linguagem. Uma boa carreira deve incluir tempo de trabalho sozinho e tarefas criativas: publicidade, programação ou mecânica, por exemplo.

Saiba mais sobre o traço esquizoide

Oral

Um traço de pessoas  muito comunicativas e que gostam de estar em evidência. Eles sentem com intensidade, e gostam de agradar aos outros para mantê-los por perto. A carreira pode incluir alguma forma de interação com as pessoas e trabalho em time, ou o estímulo constante dos seus cinco sentidos: culinária, cuidado de animais ou artes plásticas, por exemplo.

Saiba mais sobre o traço oralinstagram

Psicopata

Quem possui esse traço gosta de estar no controle da situação, de liderar, e de sentir que as suas decisões tem um impacto concreto no mundo. Posições de liderança costumam ser indicadas como a profissão ideal, assim como áreas de vendas e negociação. O treinamento de pessoas e equipes, principalmente nos campos mencionados, também pode ser uma opção.

Saiba mais sobre o traço psicopata

Masoquista

É um traço que leva as pessoas a serem organizadas, gostar de planejamentos e se esforçar para cuidar dos demais. Os masoquistas vivem mais para agradar aos outros do que a si mesmos. É comum vê-los em áreas como enfermagem, assim como em posições de gerência, garantindo o andamento dos processos.

Saiba mais sobre o traço masoquista

Rígido

Por fim, temos o traço de caráter rígido. Ele forma pessoas que oferecem o seu melhor quando estão motivadas e percebem que seu sucesso atrai olhares. É um traço marcado por conflitos internos, que gosta de ter um “plano B” para não ficar na mão se a opção principal der errado. Apostar em trabalhos paralelos costuma ser uma alternativa certeira para quem tem muita influência desse traço, assim como a construção de um negócio próprio. Essa pessoa precisa estar em evidência.

Saiba mais sobre o traço rígido

3. Conheça bem a nova carreira

Essa etapa é importante para não cometer o erro de ir em busca de uma coisa e encontrar outra. Muitas vezes achamos que certa profissão é de um jeito, mas vemos apenas seu aspecto externo e não a entendemos completamente.

Você pode buscar informações em redes sociais ou no Youtube, acessando os conteúdos de quem já atua naquela profissão (eles costumam ser mais reais do que guias de carreira).

Considere se os aspectos da nova carreira estão alinhados com os dos seus traços. Ela vai oferecer criatividade, relacionamentos, expressão, organização, liderança…?

4. Planeje bem sua transição de carreira

Essa etapa consiste em fazer um levantamento dos gastos que serão necessários para a transição de carreira: o treinamento para formar novas habilidades, ou o aluguel para abrir um negócio, por exemplo. Considere um cenário onde tudo dá certo e outro onde as coisas não saem como o esperado, para não ter surpresas.

Além disso, se você está num emprego e depende desse salário para manter as contas em dia, não se demita antes de se planejar para as novas opções. Esse caminho pode ser libertador no começo, mas aumenta as chances de que você acabe em outra carreira que não gosta, pois não terá condições de fazer uma escolha mais adequada quando os boletos se acumularem.

e-book traços de caráter

 

5. Aproveite a mudança

A última etapa é ser feliz com a nova escolha, afinal a nossa vida é muito curta para ser feita apenas de estresse e decisões difíceis. A sua transição de carreira é o início de uma nova etapa, na qual você está assumindo mais controle sobre o seu futuro.

A transição de carreira não é fácil, vai demandar tempo e investimento, mas também vai trazer mais momentos de felicidade, isto é, instantes que desejamos fazer durar mais!

Eu também fiz a minha transição de carreira, tive diferentes negócios de sucesso e tenho experiência de sobra para te acompanhar no seu processo.

Luiza, me ajuda a fazer a transição de carreira?

Se você quer um acompanhamento mais próximo, para entender melhor a sua visão de mundo e quais profissões são capazes de conduzi-la à felicidade, entre em contato comigo para agendar uma Mentoria de Transformação gratuita, onde nós vamos olhar com carinho para você e os teus traços e fazer um plano de como você pode fazer sua transição de uma vez por todas!

e-book traços de caráter

ENTENDA SEUS TRAÇOS DE CARÁTER  E APRENDA A SAIR DA DOR

E-BOOK TRAÇOS DE CARÁTER + 2 bônus